Seja bem-vindo!

INTEMERATO INDUSTRIALE

Indústria de Elementos de Máquinas

 

EMPRESA

Intemerato Industriale atua em projeto, fabricação e reparo de peças e estruturas mecânicas; Além disso, projeto, execução e adequação de PMOC e PPCI.

Empresa formada por Engenheiros Mecânicos oriundos do Pólo Naval com vivência em linhas de produção, manutenção de equipamentos e instalações e melhorias de processos e qualidade. Em nível de pesquisa, vivências em análises de materiais, processos de fabricação mecânica, desenvolvimento de projetos para Mecânica Computacional e atividades de docência nas áreas de Elementos de Máquinas, Processos de Fabricação Mecânica, Metrologia e Ensaios Mecânicos.

MISSÃO

Planejar, projetar, fabricar e comissionar peças e estruturas mecânicas dentro de um rígido controle de qualidade respeitando as normativas referentes a cada caso bem como referências bibliográficas classe mundial.

VISÃO

Evlouir o modus operandi com objetivo de conquistar mercado em toda América Latina, com perenidade e foco intrínsecos à Indústria Secundária.

VALORES

Intemerato significa íntegro e honesto. A postura pessoal, profissional e técnica é regida pela ética, disciplina, desejo de aprimoramento técnico-profissional e qualidade ao longo de todo processo industrial.

1. ELEMENTOS DE MÁQUINAS 

1.1 PROJETO

Aplicação de fundamentos específicos para componentes mecânicos. Problemas envolvendo design, análise ou utilização de elementos mecânicos raramente podem ser resolvidos aplicando fundamentos isoladamente. Quase sempre informações empíricas precisam ser usadas e o conhecido "decisão de Engenharia" é trazido à tona. Atualmente as questões de projeto raramente produzem apenas uma resposta; os principais pontos que produzem diferentes soluções estão relacionados a novas tecnologias, novos materiais, novos processos de fabricação, novas condições de mercado e para estar apto a concorrer com perenidade é necessário estar atualizado e retroalimentado ao longo de todo processo de projeto de elementos mecânicos.

1.2 FABRICAÇÃO

A manufatura pode ser definida de duas formas, uma tecnológica e outra econômica. Tecnologicamente, manufatura é a aplicação de processos físicos e químicos para alterar geometria, propriedades e/ou aparência de uma matérias prima em partes ou elementos mecânicos específicos; manufatura também inlcui montagens para fabricar elementos mecânicos. Os processos de manufatura envolvem uma combinação de maquinário, ferramentas, força e trabalho em uma sequência definida conforme as melhores práticas de Engenharia. Economicamente, manufatura é a transformação de matéria-prima em elementos mecânicos de maior valor agregado, passando por um ou mais processos e/ou operações de montagens. Ou seja, adicionar valor agregado ao material através de mudanças na forma ou propriedades e/ou operações de montagens que transformem o elemento mecânico de alguma maneira.

1.3 ENGENHARIA REVERSA

Na Engenharia Mecânica, Engenharia Reversa é usada para sumarizar o processo de reconstrução de um elemento mecânico existente. Ao projetar um elemento mecânico desde o esboço, o Engenheiro determina o deenho e especificações sob os quais o elemento será fabricado. Inversamente, com Engenharia Reversa, o Engenheiro Projetista realiza os procedimentos de projeto de forma invertida; ou seja, o trabalho de projeto parte do produto final na direção oposta, a fim de chegar na especificação de Projeto de Produto. Neste processo, informações vitais sobre os conceitos de projeto e processos de fabricação são descobertas.

2. MANUTENÇÃO

2.1 LUBRIFICAÇÃO

A lubrificação correta do equipamento é fundamental para alcançar a vida útil programada. É importante selecionar óleos e graxas adequadas à cada situação específica e aplicar a quantidade correta. A quantidade correta de óleos e graxas aplicadas nos intervalos corretos é essencial para se obter o melhor desempenho do equipamento e a vida útil máxima. É comum utilizar métodos manuais de lubrificação, mas também é possível lubrificar continuamente através de lubrificadores automáticos que proporcionam um fornecimento de graxa ou óleo mais consistente, correto e livre de contaminação.

A Intemerato Industriale trabalha desde a especificação do lubrificante, elaboração de um Plano de Lubrificação e a aplicação dos lubrificantes conforme tipo, quantidade, periodicidade e demais definições que constem no Plano de Lubrificação.

2.2 MANUTENÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS

Manutenção é definida como o conjunto de atividades de acompanhamento e controle do estado de conservação e das condições de utilização, para garantir que determinado item possa desempenhar suas funções de maneira confiável, eficiente e segura. Os processos de degradação das estruturas metálicas são variados, entre outros pode-se citar Corrosão, Fadiga, Acúmulo de Detritos, Impacto, etc. As falhas dessas estruturas ocorrem, principalmente, como resultado negativo de ações humanas e/ou do meio que venham a influir em seu desempenho.

Seguindo instruções normativas, a Intemerato Industriale elabora um plano de manutenção de estruturas metálicas 

realizado em 4 etapas: inspeções, análise e decisão, execução e verificação. As intervenções podem ser de reparo, recuperação, reforço, proteção, reforma, modernização, e devido atualização normativa.

Estruturas Metálicas: fechamentos, portas, tesouras, pilares, base, escadas, passarelas, acessos e peças de fixação das edificações. Tubulações, peças de fixação, escadas e plataformas de vasos de pressão, tanques, torres. Equipamentos e estruturas funcionais utilizados na indústria.

 

2.3 INSPEÇÃO DE VASOS DE PRESSÃO

Vasos de Pressão são equipamentos que contêm fluidos sob pressão interna ou externa, diferente da atmosférica. Para efeitos da NR13, são classificados em categorias segundo a Classe do Fluido e o Potencial de Risco. A inspeção nesses equipamentos possui previsão normativa, na NR13, e visa, principalmente, manter segurança operacional aos trabalhadores e meio ambiente.

A realiza inspeção inicial, realizada antes do equipamento entrar em operação, a inspeção periódica, definida de acordo com a criticidade operacional e a classe do fluido, e a extraordinária, para ocorrências não previstas. Todos procedimentos e ensaios aplicados de maneira minuciosa por Engenheiros Mecânicos capacitados.

 

3. PMOC

Todo estabelecimento de uso público e coletivo que possua sistema de climatização e refrigeração de ar deve dispor de um Plano de Manutenção, Operação e Controle desses sistemas. Obrigação prevista em lei (Lei 13.589/2018).

A Intemerato Industriale projeta sistemas de climatização e refrigeração de ar atendendo às necessidades de cada estabelecimento, realiza a instalação e adequação dos componentes e entrega um Plano de Manutenção atendendo às especificações técnicas previstas nas Norma Regulamentadoras.

 

4. PPCI

Plano de Prevenção e Combate ao Incêndio é obrigatório por lei em estabelecimentos, edificações e área de reunião de público. Esse plano deve atender especificações de Resoluções Técnicas, Instruções Técnicas e Normativas, Pareceres Técnicos e Normas Regulamentadoras;

A Intemerato Industriale elabora um projeto atendendo todas as especificações técnicas e legais, além de atender as necessidades e especificidade de cada cliente. Após elaboração e aprovação do projeto, realiza as instalações e adequações do Sistema de Prevenção e Combate ao Incêndio.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

CONTATO

LOCALIZAÇÃO

Rua Estânica Velha, 811, Rio Grande - RS

53.984.364.107

dmc@intemeratoindustriale.com.br

ism@intemeratoindustriale.com.br

© 2020 Intemerato Industriale

  • Facebook B&W
  • LinkedIn B&W